terça-feira, 8 de julho de 2014

CHAOS GATE: Armagedon - Grinmory 3.5 - RPG

Olá novamente. Quer falar um pouco sobre o cenário em que estou trabalhando atualmente, o Chaos Gate: Armagedon, ou CGA. É um cenário pós-apocalíptico cuja ideia inicial foi criada por Jefferson e Thirza Justino (casados). O jogo esta sendo planejado para ser jogado no sistema GRINM D20, com as regras todas adaptadas ao sistema. CGA esta ambientado em um mundo pós-apocalíptico chamado Kainne. Um lugar destruído que é basicamente as ruínas do nosso mundo. O foco principal do fim do mundo foi o desperta de uma entidade divina conhecida como CAOS que esteve a muito aprisionado no purgatório. Com a libertação do Caos, o mundo que conhecemos foi dizimado por eventos catastróficos e criaturas que antes habitavam o purgatório junto com esta entidade. Claro que esta desordem afetou o Céu e o Inferno, alem dos temíveis habitantes do Tártaro, os Dragões. Foi inevitável que o véu que impedia que os humanos visem as criaturas sobrenaturais caísse por terra.  Enfim não há muito que eu possa contar agora, mas ja posso adiantar que o jogo contara com 7 raças e 17 classes para os jogadores. Uma coleção de cidades e vilas principais para os mestres formularem as aventuras. Um conjunto de armamentos e itens de proteção. Alem de uma lista de qualidades e defeitos feita exclusivamente para o jogo. Enfim, muita coisa, e o melhor sera totalmente gratuito e disponível para baixar aqui no blog mesmo. Até breve.

Dica de Livro: O Jogo De Ripper

Olá... Hoje resolvi dar uma dica de livro.

No momento estou lendo O Jogo De Ripper da Isabel Allender e não podia deixar de vir aqui recomendar. É um livro muito bom de suspense envolvendo um serial killer e um grupo de jogadores de RPG. Já no primeiro capitulo a um relato sobre o possível assassinato da mãe da personagem principal, então o livro regride alguns messes na historia para explicar como se chegou a esse ponto. É um livro muito divertido e emocionante, até onde li não fala muito sobre o jogo de RPG chamado "Ripper", alias, pouco aparece, mas a narrativa e os acontecimento são envolventes o bastante para prender a atenção. Estou ansioso para ver os jogadores se envolverem de fato com os assassinatos e vez de apenas ficarem investigando e levantando hipóteses sobre as mortes ja ocorridas... Pra quem gosta de suspense e drama policial, ou apenas quer uma leitura interessante, ai esta a dica. O JOGO DE RIPPER.

Grinmory RPG 3.5 (Grinm D20) - Ficha de Personagem


    Ola povo.. Resolvi postar aqui a ficha de personagem do meu sistema de RPG (Jogo de Interpretação de Personagem), o GRINMORY RPG ou simplesmente GRINM D20... Aqui esta a ficha (Frente e Verso), o complemento Histórico de Jogo, que se mostrou bem divertido de usar nas mesas que eu narro, e um resumo das regras principais para quem quiser testar. O sistema é totalmente mutável, ou seja, da pra adaptar qualquer tipo de cenário e jogo para ele, e continuara a rodar com perfeição. Logo postarei outros complementos e um copilado das regras completas, para ficar mais fácil para você e entenderem melhor como funciona o jogo e até mesmo a ficha. Até breve...

Ficha de Personagem (Frente)
Ficha de Personagem (Verso)


Histórico de Jogo (Complemento)
Resumo de Regras (Montagem da Ficha)


segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Dica De Livro: Quem Tem Medo De Escuro?

Como hoje é terça, tem dica de livro para vocês minna-san ^^
O livro dessa semana é: Quem Tem Medo de Escuro? do grande Sidney Sheldon.
Eu gosto pra caramba do livros do Sheldon, e esse livro é muito bom ^^
Nota do livro: 9,00


  • Sinopse: Quatro pessoas morrem em circunstâncias diferentes em Nova York, Denver, Berlim e Paris. Entre elas, uma ligação: todas trabalhavam para a KIG, Kingsley International Group, uma importante empresa de pesquisa de alta tecnologia, envolvida em estratégia militar, telecomunicações e questões ambientais. E a polícia logo percebe que as mortes não foram acidentais.

    Kelly e Diane, jovens viúvas de duas das vítimas, são convidadas para um encontro com o presidente da KIG, em Nova York, que assegura estar fazendo todo o possível para desvendar as mortes de seus maridos. Mas as duas passam a ser alvo de sucessivas tentativas de assassinato.

    Apavoradas e sem entender o porquê, acabam por ser tornar aliadas em um jogo mortal, no qual apostam as próprias vidas para descobrir a verdade, que envolve segredos aterrorizantes que a KIG luta para ocultar, e uma trama poderosa que pode afetar o destino do planeta.

  • Sobre o Autor:  
  Sidney Sheldon nasceu em 11 de fevereiro de 1917 em Chicago, no estado de Illinois, EUA. Como seu pai era um vendedor que viajava com freqüência, Sidney morou em várias cidades. Segundo ele, isso o transformou em uma pessoa tímida e um pouco solitária. Aos 12 anos, escreveu sua primeira peça, que ele também produziu, dirigiu e estrelou. Freqüentou a Northwestern University, em Chicago, aonde participava ativamente de debates.
Depois de terminar a faculdade, aos 22 anos, Sidney Sheldon se mudou para Hollywood com a esperança de entrar no show bussiness. Ele escreveu alguns roteiros e enviou para diversos estúdios, e só não obteve resposta de um deles.Começou a trabalhar até que chegou aos estúdios 20th Century-Fox, onde impressionou a todos com seu talento e logo conseguiu um emprego de roteirista.
  
  Escreveu diversos filmes de sucesso, até chegar a TV onde produziu “The Patty Duke Show” em 1963. Essa série fez muito sucesso e durou 3 anos. A partir daí, Sidney adquiriu experiência para a sua grande obra televisiva: "Jeannie É Um Gênio". Depois, ele ainda criou duas outras séries: "Nancy", nos anos 70, e "Hart to Hart", nos anos 80.
Sidney Sheldon conta que enquanto trabalhava na TV, ele não tinha a menor vontade de escrever um livro. Ele nem se achava capaz de fazer isso. Mas, em 1969, algumas idéias começaram a surgir em sua mente, e ele acabou escrevendo seu primeiro livro, "The Naked Face". Hoje ele diz que adora escrever livros pois não há colaboradores, e ele pode fazer tudo exatamente do jeito que quer.
"Ninguém sabe de onde vem a inspiração," ele fala. "Eu acho que a criatividade é um dom. Nós devemos trabalhar muito para desenvolvê-lo."
Pelos seus trabalhos como escritor, ele recebeu um Oscar (por "The Bachelor and The Bobby-Soxer"), um prêmio Tony (de teatro) e uma indicação para o Emmy pelo seu trabalho em "Jeannie". Oito de seus livros se transformaram em minisséries de sucesso nos EUA.

   Hoje, Sidney e sua terceira esposa, Alexandra Kostoff, vivem entre a Califórnia e um apartamento em Londres. Seu primeiro casamento, com Jane Harding Kaufman em 1945, terminou em divórcio dois anos depois. Ele tem uma filha, Mary, do seu segundo casamento, com a atriz Jorja Curtright, que morreu em 1985.
Sua atitude em relação à vida é simples: "As pessoas geralmente são negativas e sem coragem. Lembre-se disso: Nada pode impedi-lo quando você estabelece um objetivo. Ninguém pode impedi-lo, a não ser você mesmo. Eu acredito nisso."
  Sidney Sheldon já vendeu mais de 275 milhões de livros em todo o mundo. É o único escritor que recebeu três dos mais cobiçados prêmios da indústria cultural americana: o Oscar (cinema), o Tony (teatro) e o Edgar (literatura de suspense). É atualmente o autor mais traduzido em todo o planeta.

Até a próxima minna.
  Bruwi

Game da Semana: Eternal Saga

Vamos a dica de game da semana.
Hoje trago para vocês minna o game Eternal Saga.
  
Eternal Saga é um MMORPG para navegadores. O enredo de Eternal Saga é apresentado de pouco em pouco. Há vários momentos em que são citadas as influências das forças malignas e também as diversas guerras que se desenrolaram por milênios, mas é preciso dizer que a história poderia ser mais presente no game. Há muitas situações um enredo poderia ser presente para situar melhor os jogadores.
  Graficamente, não há como dizer que Eternal Saga não seja bonito. Além de possuir desenhos bem interessantes. Os traços aplicados aos personagens também merecem elogios, tanto nos momentos em que são mostrados nos cenários quanto nos destaques que são revelados em várias situações.

  É um game legalzinho, da para passar o tempo jogando rsrsrs
  Uma coisa meio ruim no game: as fases de tutorial são muito compridas.
  Nota do game:7,5 



  • Descrição: 
  Você consegue imaginar um mundo dominado pela magia e pelos pilares dela? Pois há 6.000 anos, assim era o mundo de Eternal Saga. Setenta e dois pilares desceram dos céus para dominar o universo, mudando o mundo de uma maneira que jamais seria revertida. Por gerações e mais gerações, seres demoníacos utilizaram esses pilares para controlar tudo o que havia, e não existiu guerreiro capaz de destruí-los. 
  Agora, a história pode ser muito diferente. Segundo a profecia, está para chegar um combatente capaz de expulsar as trevas de todo o universo, mas ainda não se sabe quem é esse guerreiro. Será que você é um candidato ao posto de salvador dos pilares da magia? É hora de provar isso, mostrando a todos que você é um verdadeiro herói e que não há força das trevas que seja capaz de impedir o seu progresso.
  Por isso, escolha as suas armas na luta contra o mal e parta em busca de justiça para todos. Além dos equipamentos de combate, você também poderá utilizar monstrinhos mágicos que podem ajudar — e muito — nas lutas. Classes de personagem também podem colaborar bastante nas missões. Lembre-se: somente os mais corajosos serão capazes de enfrentar essas forças malignas que dominam o mundo.
  • Alguns gameplays:






E pra quem quiser jogar com a Bruwi, eu jogo no Server: 19 - Scimitar Valley; Faction: Umbra; nome do meu char: bruwi


Até a próxima dica minna o/

Dica De Anime: GJ-BU

  Vamos ao anime da semana \o/
  Para essa semana temos o anime GJ-bu.
  Eu curti pra caramba esse anime ^^
  Nota pra anime: 8,00



  • Gênero: Comédia, Novel, Seinen.
  • Ano: 2013
  • Episódios: 12
  • Sinopse: Shinomiya Kyouya é forçado a se tornar um novo membro da GJ, um clube não identificado que os duelos em uma sala do antigo edifício de uma determinada escola. Aqui, ele se encontra com o líder do clube, Mao, uma menina pequena com uma grande atitude, irmã mais velha de Mao, Megumi, que tem o coração de um anjo bipolar, o gênio reconhecido com uma falta de bom senso, Shion e o sempre com fome e Kirara misterioso. O tempo voa com essas meninas únicos ao redor. 




Até a próxima dica minna ^^


Oi minna - san ^^
Gomen minna, eu não estou tendo muito tempo para postar, mas vou ir postando na medida que sobrar tempo.



Bruwi

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Dica de Livro: A Menina Que Não Sabia Ler

Hoje tem dica de livro para vocês minna- san ^^

  O livro de hoje é: A Menina Que Não Sabia Ler.
É um livro que eu super recomendo :)


  Sinopse: "1891. Nova Inglaterra. Em uma distante e escura mansão, onde nada é o que parece, a pequena Florence é negligenciada pelo seu tutor e tio. Guardada como um brinquedo, a menina passa seus dias perambulando pelos corredores e inventando histórias que conta a si mesma, em uma rotina tediosa e desinteressante. Até que um dia Florence encontra a biblioteca proibida da mansão. E passa a devorar os livros em segredo. Mas existem mistérios naquela casa que jamais deveriam ser revelados. Quem eram seus pais? Por que Florence sonha sempre com uma misteriosa mulher ameaçando Giles, seu irmão caçula? O que esconde a Srta. Taylor? E por que o tio a proibiu de ler? Florence precisa reunir todas as pistas possíveis e encontrar respostas que ajudem a defender seu irmão e preservar sua paixão secreta pelos livros - únicos companheiros e confidentes - antes que alguém descubra quem ousou abrir as portas do mundo literário. Ou será que tudo isso não seria somente delírios de uma jovem com muita imaginação?"
  Sobre o autor: John Harding nasceu na pequena aldeia de Fenland na Ilha de Ely, em 1951. Trabalhou primeiro como repórter e depois como escritor e editor em revistas, antes de se tornar um escritor freelance.  Seu primeiro romance foi aclamado best-seller: We Did On Our Holliday.
 Ele escreve críticas literárias para o Daily Mail e reside em Londres.


Até a próxima minna ^^
Bruwi
Bruwi na área minna!
Após uma semana off por aqui, estou de volta ^^



sexta-feira, 25 de outubro de 2013

13 DIAS De Escuridão - 01 - Whisky & Vodka

 Capitulo 01 - Whisky & Vodka


     Estava frio aquela noite. Tão frio quanto se espera das cidades do sul em pleno inverno. Aquela era minha primeira noite naquela cidade. Ainda não acredito que vim pra esta cidade tão repentinamente assim, mas la estava eu. Enquanto caminhava pelas ruas admirado, de onde eu vim não tinha tantas arvores pelas ruas, pensava no que fazer de minha vida. Em meus vinte e poucos anos nunca fiz nada que realmente fosse importante, e isso estava me incomodando. Acredite, dentro de mim, naquela época, existia o desejo de ser lembrado. Quanta bobagem. Sim, eu era, e ainda sou, um grande idiota. Nunca imaginei que algo desse tipo pudesse me acontecer. Acho que você também não acreditara na minha historia. Mas se quer ouvi-la, contarei.
    Como eu dizia, era uma noite fria de uma pequena cidade ao sul do pais. Não é que eu tenha costume de beber, mas sabe, dizem que ajuda a esquentar, e bem, eu vim de terras quentes. Eu sofria mais com o frio do que as outras pessoas ali. Então entrei em um bar, meio deslocado e sem saber oque pedir. Nem sei por pensei nisso aquela noite. Acho que era sábado. Sim, um sábado de inverno em uma cidade do sul.
   Os bares nas pequenas cidades costumam ser diferentes. Não por serem menores, mas pelo tipo de pessoas que frequentam esses locais. Assim que entrei, noite que o ar era quente la dentro. Um pequeno lugar com meia duzia de mesas quase vazias. As pessoas ali eram, em geral, homens de meia idade. Me perguntei por que eu estava ali mesmo, e o garçom me lembro quase como se lesse minha mente.
    - O que o senhor deseja? Vai beber alguma coisa?
    Mais um homem de meia idade no bar, vestido quase que como os outro ali, se não fosse por estar do outro lado da bancada talvez eu não notaria quem ele era.
    - Oh.. Sim, um Whisky por favor.
    Whisky? Desde quando eu bebia isso? Acho que era o bar, tinha um clima meio estranho que me atraia para ele. Enfim, o homem me serviu, dois dedos da bebia em um belo copo cor de caramelo. Eu pensava que todos os copos de bebidas fossem translúcidos e brilhantes com os dos filmes. Eu bebi, claro. Não era a primeira vez, mas não era como se eu gostasse daquilo. Segurando meu copo eu sentei em um daqueles bancos altos comuns nos bares por todo pais. Só então eu noite. Era um belo lugar. Limpo, principalmente. Sem poster, cartazes, propaganda. E quente.
    Lembro que um jovem entro pela porta enquanto eu tomava o ultimo cole da bebida. Realmente esquentava o corpo, mas não tive vontade de beber mais.
    Aquele jovem de cabelos negros lisos que iam até abaixo dos ombros chamava atenção. Eu não o conhecia, mas me era familiar. "Bobagem" pensei, é a primeira vez que eu estava naquela cidade, também nunca conheci ninguém dali antes. O jovem era quieto, sentou na outra ponta do balcão, falo baixo com o garçom e bebeu rápido um copo de Vodka com se fosse água. Fiquei observando do meu lugar, com o copo vazio em mãos. Quando ele se levantou, logo após o terceiro copo, pensei que ele fosse embora, mas não. Veio quieto em minha direção. Por um segundo tive a impressão que ele não respirava, mas quando se aproximou vi que era apenas impressão.
    Parado a minha frente, abrindo a carteira o jovem pegou um cartão. Eu estava nervoso, afinal, foi algo muito estranho. Ele então falo, e pela primeira vez desde que ele entrou, consegui ouvir sua voz, nitidamente, como se falasse dentro de minha cabeça.
    - Seja bem vindo a cidade. Vá a este endereço amanhã. Vou estar aguardando.
    Me entregou o cartão. Sem saber oque fazer, o peguei. Tive medo. Um mal pressentimento me tomou. Quando ele sorriu, senti como se minha alma tentasse fugir de meu corpo. Tive medo, aqueles olhos eram estranhamente familiares. Em segui ele saio do bar, acenando por cima do ombro. E foi embora. Pedi outra dose ao garçom. Depois paguei e fui embora também.
    Aquele foi o inicio do meu fiz.
    Se ao menos eu soubesse naquela época...


 Fim do Capitulo um

13 DIAS De Escuridão - 00 - Prólogo da Noite

Olá povo, blz? Hoje vim trazer o prólogo de uma das minhas historias recentes, espero que curtam. Também pretendo dar continuidade ao "Rainy Night", não sei se ainda lembram dela, faz uns dois ou três anos que publiquei aqui no blog mesmo. Enfim, não reclamem que não escrevi uma sinopse antes nem nada... Enfim, boa leitura e não liguem para os erros de português:


 Capitulo 00 - Prólogo da Noite 





     Acordar?
     Oque é acordar?
     Onde estou?
     Oque sou?

     Tanto tempo se passou. Já não sei que é hoje. Minhas pernas doem. Meus braços tremem. Meus olhos não querem abrir. Sinto o cheiro da grama, e das folhas molhadas pela chuva do outono. Não sinto meu coração, e minhas veias vazias pedem que o sangue corra outra vez. Tenho fome. Sim. Sei oque quero. Sei oque preciso, mas neste estado deplorável, nem consigo me levantar, que dirá caçar. Mas a fome é tanta, que me queima de dentro pra fora.
     Alguém se aproxima. Esse cheiro, de quem sera? Não o conheço. Passos leves sobre a grama e a relva. Sim. Passos leves. Uma mulher ou uma criança? Neste estado é difícil saber. Sinto o frescor do orvalho que acumula-se sobre a palidez de minha pele. A cada passo minha ansiedade aumenta. A cada passo eu morro novamente. Esse cheiro inebriante leva-me aos mais profundos devaneios. Quero correr, mas não posso mover minhas pernas. Minhas forças, meus poderes, onde estão? Abandonaram meu corpo nesse momento? Óh, traição. Voltem a mim. 
     Sinto o Calor.
     O vento parou.
     Meus ossos tremem dentro dos músculos.
     Tenho fome.
     Tenho medo.
     E o medo que sinto é maior que a fome que me toma. Sinto meu corpo pesar como uma estatua de bronze jogada em um rio. Minha cabeça dói. Tenho fome, mas tenho medo. 
     De quem eram os passos? Porque parou? Onde esta?
     Se ao menos eu tivesse o controle de mim, minha boca se abriria para gritar. Seu pudesse falar, eu chamaria por ela. Sim. O motivo de minha desgraça. Tantos anos depois e ainda a guardo em minha mente. Sera que ainda a amo? Mesmo depois de tudo? Não. Creio que não. Já não sou capaz de amar alguém. Quanto mais um demônio. Sim. É isto que aquela garota é. Um demônio de cabelos negros e boca rosada. Tão grande tentação me levou ao inferno. Eu morri. Mas estou vivo. Não. Ainda estou morto. Apodrecendo enquanto caminho na noite em busca de algum sentido para minha existência fraca. Tenho fome. E ela aumenta a cada instante.
     Ouço os passos outra vez. Não tens medo de mim? Quem andas de um lado para outro admirando um cadáver agonizar não deve bater bem da cabeça. Se eu ainda tivesse algo em minhas veis iria gritar. 
     Tenho fome. Muito mais fome do que na noite que em que voltei a viver. Muito mais fome do que quando era vivo. A gula me toma. Sinto meu corpo se mover sem depender da minha vontade. Me levanto , ainda de olhos fechados. Sinto o cheiro. Posso ouvir você correr. Se ao menos eu pudesse ver, saberia se ainda é noite. Onde sera que estou? Meu corpo corre até você. Sinto ânsia. Mas sinto fome. Tenho medo. Mas não tenho não comando as ações que vem a seguir. 
     Penso tanto.
     Quero chorar, mas não me permito a tal luxo. 
     Te peguei. Sim. Estas em minhas mãos. Grite. Grite mais algo. Grite por mim. Por que neste estado, não posso grita. Enquanto as minhas veias se enchem outra vez, sinto meu coração queimar, meu estomago encher. Todo me faz lembrar aquele dia, em que conhecia aquela pessoa.
     Eu lembro...



 Fim do Prólogo 



Bom, é isso ae... Espero que tenham gostado.. Até breve.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

  Oi Bruwi na área.
Como vocês devem ter notado eu não postei mais nada desde sexta, é que essa semana eu não vou poder postar nada. Mas semana que vem to de volta com as postagens seguindo o cronograma ^^
Sorry Minna :/