quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Rainy Night 00: Prólogo




Jhonny está morto, disse a voz feminina através do telefone e um leve sorriso pareceu flutuar na boca do adolescente que escutava atentamente a noticia recostado aos pés de uma arvore. Dias antes David havia discutido com Anne por causa de Jhonny, e quase terminaram o namoro, era normal que o garoto se sentisse feliz ao receber a noticia, mesmo sentido a dor na voz de sua namorada. O adolescente se levantou desligando o telefone, limpou os ombros da jaqueta e a calça social preta, olhou para o céu do crepúsculo como se tudo no mundo tivesse perfeito e então se pôs a andar em direção á rua.

Alguns dias se passaram até que David voltasse a falar com Anne, que já se perguntava por onde ele estaria. Anne pediu a David que dessem um tempo no namoro pra pensar, e por mais que o coração dele doesse ele aceitou por querer ver um sorriso no rosto dela o mais breve possível, mesmo que isso significasse a sua separação. Choveu naquela noite, e sem pensar David saio e através da escuridão sem um rumo certo, pois em sua mente só uma coisa o mantinha fixo, o pensamento “não é minha culpa, é?”, pois o suicídio de Jhonny aparentemente era por culpa de Anne, e oque impedira que os dois voltassem a namorar era o fato de Anne estar namorando com ele, e isso doía muito pra David por que parecia ser sua culpa a morte do Rapaz que estava prestes a se formar na faculdade de psicologia.

Hora depois David se viu em meio à cidade totalmente só, a chuva já cessara e suas roupas estavam encharcadas, seu sobretudo negro pesava o dobro por causa da água, e seus cabelos escoriam como seda negra sobre a sua cabeça, a luz da lua q começava a aparecer fazia seu rosto brilhar aterrorizantemente. David pegou um isqueiro e uma carteira de cigarros no bolsou interno do casaco molhado, acendeu tragando a fumaça densa que logo liberou calmamente através dos lábios escuros e então disse friamente: foi minha culpa.

E voltou a andar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário